Quarta-feira, 14 de Dezembro de 2011

Falando Sobre Auditorias

Na prossecução da sua campanha com vista a descredibilizar a advocacia, e de ajuste de contas com o Bastonário e o Conselho Geral da Ordem dos Advogados, a Ministra da Justiça protagonizou um lamentável indicente, ao anúnciar publicamente os resultados de uma auditoria que fez aos vários pedidos de pagamento de honorários aos Advogados inscritos no SADT, anúncio esse feito à revelia da Ordem dos Advogados, que ainda não tinha concluído os seus trabalhos, e imputando falsidades à Ordem dos Advogados.

 

Sobre esse assunto já me pronunciei, e não quero voltar a chover no molhado. Estou com a consciência tranquila, pois não cometi nenhuma ilegalidade. Apenas quero que o Estado Português deixe de ser um reles caloteiro e me pague o que me deve, porque se eu não pago a tempo e horas os meus impostos, o Estado cai em cima de mim, bem como de qualquer cidadão em idênticas circunstâncias, como um abutre.

 

Mas já que estamos a falar de auditorias, seria interessante que o Estado fizesse uma auditoria às grandes Sociedades de Advogados com sede em Lisboa e algumas no Porto, entre as quais incluo a Sociedade de Advogados da qual a Ministra da Justiça é sócia.

 

Muitas das Sociedades de Advogados, a que Miguel Sousa Tavares chemou, e muito bem, de verdadeiros câncros da advocacia, dedicam-mse ao tráfico de inlluências, e têm negócios chorudos com o Estado Português, que lhes paga honorários chorudos, certamente a tempo e horas, e quiçá muitos deles desacompanhados dos respectivos laudos.

 

Seria interessante saber quanto é que o Estado despende em honorários com as grandes Sociedades de Advogados, e quais as Sociedades de Advogados a que recorre quando necessita de serviços jurídicos, e, já agora, se recorre tembém à Sociedade de Advogados da qual a Ministra da Justiça é sócia, e/ou se recorre à Sociedade de Advogados da qual o seu cunhado é sócio, e de onde é oriundo o seu Chefe de Gabinete. É que os honorários chorudos que o Estado paga a essas sociedades é proveniente dos nossos impostos. Ou seja, é dinheiro dos contribuintes.

 

É que, conforme diz o povo, ou há moralidade, ou então comem todos. Pelo que sugiro uma auditoria a todas as Sociedades de Advogados que prestam serviços jurídicos ao Estado. E depois então falaremos.

publicado por novadireita às 11:00
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

23
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Revisão de Feriados

. Mais Atrasos nos Pagament...

. Arquivada Queixa-Crime Co...

. Doutor Manuel Monteiro

. Rei Ghob - E Agora Senhor...

. Terrorista Impune

. Congresso do PSD - Mais D...

. Combustíveis Voltam a Aum...

. 11 de Março de 1975; 37 A...

. Paragem Carnavalesca

.arquivos

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

blogs SAPO

.subscrever feeds