Sexta-feira, 2 de Dezembro de 2011

Uma Resposta à Altura À (aidnda) Ministra da Justiça

Decorreu entre 21 e 30 de Novembro último o período para os Advogados se inscreverem (ou reinscreverem, caso estivessem previamente inscritos) no Sistema de Acesso ao Direito, de modo a patrocinar a defesa dos direitos e interesses dos cidadãos economicamente carenciados, e que não podem pagar os honorários de um Advogado e as custas e demais encargos de um processo judicial.

 

A Ministra da Justiça, à imagem e semelhança dos devedores relapsos, tem lançado na opinião pública, uma miserável campanha contra os Advogados e Advogadas que exercem o patrocínio oficioso, acusando-os de irregularidades que não concretiza, fazendo (ou mandando fazer) auditorias à revelia dos Advogados, e lançando insultos sobre o Bastonário da Ordem dos Advogados, que, por acaso é seu Bastonário (a Ministra é Advogada, pese embora tenha a inscrição suspensa pelo facto de ser Ministra). Insultos esses que mais parecem uma verdadeira peixeirada.

 

Pior que isso, é que a Ministra da Justiça tem verdadeiros moços de recado a soldo, que mais não fazem do que atacar com miseráveis ataques e calúnias quem ousa publicamente discordar dela. Neste blogue há um indivíduo de nome Rui Crull Tabosa, que eu não sei quem é nem tenho qualquer interesse em saber quem seja, que, como bom moço de recados que é, já me dirigiu miseráveis insultos, bem como à classe dos Advogados em geral, dizendo coisas verdadeiramente abomináveis sobre a profissão.

 

Quero aqui dizer que não vou perder mais tempo com insignificante criatura que não sei quem é, nem tão pouco estou interessado em saber quem é.

 

Quero, isso sim dizer, que, independentemente das calúnias, suspeições e anátemas que a (ainda) Ministra da Justiça lança sobre toos os Advogados e Advogadas que exercem o patrocínio oficioso, entre os quais me incluo, nunca foram tantos aqueles e aquelas que se increveram para patrocinar a defesa dos direitos e interesses daqueles e daquelas que não têm possibilidades económicas de pagar os honorários de um Advogado e as taxas de justiça e demais encargos de um processo judicial. Mesmo sem saberem quando é que vão receber os honorários que lhes são devidos.

 

Esta foi a melhor resposta que a Nobre Classe dos Advogados soube dar à (ainda) Ministra da Justiça. E digo ainda Ministra da Justiça, pois eu duvido seriamente que ela se vá aguentar por muito mais tempo no lugar, pois Pedro Passos Coelho certamente que ainda se irá aperceber de que fez uma escolha errada ao nomear Paula Teixeira da Cruz para Ministra da Justiça.

publicado por novadireita às 14:41
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

23
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Revisão de Feriados

. Mais Atrasos nos Pagament...

. Arquivada Queixa-Crime Co...

. Doutor Manuel Monteiro

. Rei Ghob - E Agora Senhor...

. Terrorista Impune

. Congresso do PSD - Mais D...

. Combustíveis Voltam a Aum...

. 11 de Março de 1975; 37 A...

. Paragem Carnavalesca

.arquivos

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

blogs SAPO

.subscrever feeds