Segunda-feira, 28 de Março de 2011

Dito Por Não Dito no Processo Casa Pia

O Expresso publicou no passado sábado uma entrevista com uma das "alegadas" vítimas do Processo Casa Pia (e coloquei a expressão alegadas entre áspas, porque até que o acórdão trânsite em julgado, todos os arguidos se presumem inocentes - pelo menos foi isso que me ensinaram na cadeira de Direito Processual Penal, e é o que resulta da lei), de seu nome Ilídio Marques, que, à imagem e semelhança de Carvos Silvino, dá o dito por não dito.

 

Para o colectivo de Juízes que em primeira instância condenou a penas de prisão efectiva todos os arguidos do processo Casa Pia, à excepção de Gertrudes Nunes, o depoimento de Ilídio Marques foi determinante e decisivo para as condenações de Carlos Silvino e de Hugo Marçal, já que Ilídio Dinis implicou estes arguidos nos crimes de que diz ter sido vítima, dizendo ter sido abusado sexualmente por Hugo Marçal.

 

Agora, na entrevista que dá ao Expresso, Ilídio Marques diz que, com excepção de Carlos Silvino, mentiu em Tribunal. Disse sim que houve abusos sexuais, que ele foi vítima de abusos, incluindo na casa de Elvas, na qual aquando da prática dos mesmos nem Carlos Cruz, nem Hugo Marçal estavam presentes, e que não haviam figuras públicas conhecidas entre os abusadores. Disse ainda que a envolvência de Carlos Cruz, Ferreira Dinis, Jorge Ritto e outros resultou de uma invencionisse de crianças e de adolescentes.

 

Não deixam de serem graves as afirmações proferidas por Ilídio Marques na entrevista que deu ao Expresso, sobretudo se se vier a provar que o mesmo mentiu em julgamento aquando do seu depoimento testemunhal, depoimento esse que foi determinante para a condenação de dois arguidos a penas de prisão efectivas. Aliás o próprio Ilídio Marques pode ter mentido ou no julgamento, ou na entrevista que deu ao Expresso, ou em ambas as situações.

 

O certo é que a entrevista de Ilídio Marques ao Expresso foi mais uma pedrada nessa vergonha que é o processo da Casa Pia, que em nada contribui para o prestígio da Justiça em Portugal. Espero é que o Ministério Público abra um inquérito na sequência da entrevista de Ilídio Marques ao Expresso, a fim de se apurar se e quando é que o mesmo mentiu no âmbito do processo Casa Pia.

publicado por novadireita às 18:19
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

23
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Revisão de Feriados

. Mais Atrasos nos Pagament...

. Arquivada Queixa-Crime Co...

. Doutor Manuel Monteiro

. Rei Ghob - E Agora Senhor...

. Terrorista Impune

. Congresso do PSD - Mais D...

. Combustíveis Voltam a Aum...

. 11 de Março de 1975; 37 A...

. Paragem Carnavalesca

.arquivos

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

blogs SAPO

.subscrever feeds