Terça-feira, 15 de Março de 2011

O Roto e o Nú

No discurso proferido por Aníbal Cavaco Silva aquando da sua tomada de posse como Presidente desta República das e dos Bananas, na qual cerca de 53% dos Portugueses não se revê, a avaliar pela taxa de abstenção verificada nas últimas eleições para o cargo, fez um discurso incendiário, pondo o dedo na ferida em muitos problemas que o País atravessa, e apelando a uma mobilização dos jovens e a uma "insoburdinação" da sociedade civil, dizendo que há limites para pedir sacrifícios às pessoas.

 

Cavaco Silva no discruso da sua posse disse uma verdade de Lapalice. Portugal vive uma hora grave, se não a mais grave da sua longa História. Portugal encontra-se a braços com uma grave crise económica e financeira, sem fim à vista, é sempre o povo quem tem que contribuir do seu bolso para pagar essa crise, visto que o Estado, a cada segundo que passa, engrossa o seu aparelho, a maioria dos jovens altamente qualificados emigra para outras paragens à procura de trabalho que neste País não consegue encontrar, o desemprego aumenta para números assustadores, e as escolhas para os lugares de chefia do aparelho de Estado são feitas em função do cartão partidário, em deterimento do mérito das pessoas.

 

Tem razão no que diz Aníbal Cavaco Silva. Todavia, esse atadinho de Boliqueime esquece é que as dificuldades dos jovens em encontrar trabalho começaram com os seus Governos, jovens esses que o mesmo Cavaco Silva chamou de "geração rasca". Foi Aníbal Cavaco Silva quem mandou dar cargas policiais em Polícias que se manifestavam por melhores condições de trabalhos, quem reprimou sem dó nem piedade manifestações populares contra o aumento do custo de vida, e o aumento das portagens. Foi Aníbal Cavaco Silva, quiçá para que os seua apaniguados enchessem os bolsos, quem assassinou a nossa agricultura, as nossas pescas e a pouca industria que este País tinha. Foi com Aníbal Cavaco Silva que vários boys e várias girls do PSD, muitos deles sem qualificações, foram nomeados para lugares de chefia no aparelho de Estado.

 

Cavaco Silva aponta esses mesmos defeitos, vícios e situações a José Sócratres. Defeitos, vícios e situações que começaram precisamente com Aníbal Cavaco Silva. Aplica-se pois ao discurso de Cavaco Silva o célebre provérbio polular: "Diz o Roto ao Nú Porque Não Te Vestes Tu".

publicado por novadireita às 15:29
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

23
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Revisão de Feriados

. Mais Atrasos nos Pagament...

. Arquivada Queixa-Crime Co...

. Doutor Manuel Monteiro

. Rei Ghob - E Agora Senhor...

. Terrorista Impune

. Congresso do PSD - Mais D...

. Combustíveis Voltam a Aum...

. 11 de Março de 1975; 37 A...

. Paragem Carnavalesca

.arquivos

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

blogs SAPO

.subscrever feeds