Segunda-feira, 29 de Novembro de 2010

Alerta no Conselho Distrital de Coimbra

A Lista E, encabeçada por Mário Digo, venceu as eleições para o Conselho Distrital de Coimbra da Ordem dos Advogados, tendo obtido 1568 votos contra os 775 votos obtidos pela Lista C, encabeçada por Fausto Costa Ferreira, lista da qual, e com ue honra, fiz parte.

 

Mandam as regras da democracia que se felicitem os vencedores, pelo que as minhas primeiras palavras são para felicitar o Dr. Mário Diogo e todos os restantes elementos da Lista E pela vitória obtida nas eleições disputadas na passada sexta-feita.

 

Porém, há um dado muito importante a reter do resultado das últimas eleiçõs para o Conselho Distrital de Coimbra da Ordem dos Advogados. É que há 775 Colegas que não se revêm no actual Conselho Distrital, optando por votar numa outra lista. O que significa que o unanimismo que existia em Coimbra, e que os membros do Conselho Distrital apregoavam, deixou de existir. O que não deixa de ser positivo, atendendo a que o Conselho Distrital de Coimbra mais parece com que um feudo ou um couto de caça privado de meia dúzia de Advogados, que são sempre os mesmos.

 

Perante os resultados para o Conselho Distrital de Coimbra, a Lista C perdeu uma batalha, mas não perdeu a guerra. Tendo em conta os resultados eleitorais, há pois que começar agora a plantar as macieiras, para que nas próximas eleições se possas vir a colher as maçãs. E que a política de renovação e de mudança, que está em curso no Conselho Geral, possa também ocorrer no Conselho Distrital de Coimbra.

 

Há porém um detalhe que não posso deixar de comentar. Tendo em conta o engajamento notório da lista vencedora do Conselho Distrital de Coimbra à candidatura de Fernando Fragoso Marques, tendo em conta modo como a Lista E conduziu a sua campanha eleitoral, numa estratégia de puro ataque a António Marinho e Pinto, tentando denegrí-lo e desacreditá-lo ao máximo, numa chicana jamais vista em campanhas eleitorais, qual vai ser a postura do Conselho Distrital para com o Conselho Geral? Vai persistir numa política de afronta e de confronto directo?

 

É que, por uma questão de coerência, e tendo em conta que para o Conselho Distrital de Coimbra António Marinho e Pinto era o alvo a abater, como António Marinho e Pinto venceu categoricamente as eleições, então os membros do Conselho Distrital deveriam recusar-se a tomar posse.

publicado por novadireita às 11:09
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De novadireita a 7 de Dezembro de 2010 às 12:05
Espero é que os membros do CDC, antes de virem afrontar o Bastonário, tenham em conta que ele para além de ter vencido categoricamente as últimas eleições, ainda assim reforçou a sua votação.


Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

23
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Revisão de Feriados

. Mais Atrasos nos Pagament...

. Arquivada Queixa-Crime Co...

. Doutor Manuel Monteiro

. Rei Ghob - E Agora Senhor...

. Terrorista Impune

. Congresso do PSD - Mais D...

. Combustíveis Voltam a Aum...

. 11 de Março de 1975; 37 A...

. Paragem Carnavalesca

.arquivos

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

blogs SAPO

.subscrever feeds