Sábado, 31 de Julho de 2010

Longa Agonia Queiroziana

O folhetim sobre a saída ou não de Carlos Queirós de Seleccionador Nacional está a transformar-se numa novela sem fim à vista, e cuja principal prejudicada é a Selecção Nacional.

 

Aquando do estágio na Covilhâ, Carlos Queirós terá dirigido palavras ofensivas e obscenas aos médicos do Conselho Nacional de Anti Dopagem que efectuaram uma visita de rotina à Selecção Nacional, tendo sido aberto um inquérito a Carlos Queirós.

 

Segundo o que vem sido noticiado na comunicação social, ter-se-á provado que Carlos Queirós terá empregue expressões injuriosoas para com os médicos do Conselho Nacional de Anti Dopagem que se deslocaram ao estágio da Selecção Nacional na Covilhã. O que, a ser verdade, poderá constituir uma situação com vista a proceder-se ao despedimento com justa causa do Seleccionador Nacional.

 

Há muito que Carlos Queirós deixou de ter margem de manobra para continuar a exercer o cargo de Seleccionador Nacional. Sobretudo depois da frustrante prestação de Portugal no último Campeonato do Mundo. E que se agravou com as palavras injuriosas que o mesmo recentemente proferiu em relação a Gilberto Madail, chamando-o de alcoólico.

 

Agora a Federação transferiu a decisão de rescindir ou não o contrato com Carlos Queirós para as mãos da Comissão de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol, tendo-lhe pedido celeridade na tomada de decisão, no máximo até à primeira quinzena de Agosto, visto que logo no princípio de Setembro a Selecção Nacional inicia a sua campanha com vista à qualificação para o Campeonato da Europa, que se disputa em 2012.

 

Trata-se de uma decisão errada, e que demonstra que Gilberto Madail não tem coragem em proceder ao despedimento de Carlos Queirós. Basta pensar que da decisão tomada pela Comissão de Disciplina da Federação Portuguesa de Futebol cabe recurso para o Conselho de Justiça da mesma Federação, recurso esse que tem efeito suspensivo. E que caso a decisão seja desfavorável a Carlos Queirós, é certo e sabido que o mesmo interporá o respectivo recurso, O que, em termos práticos, leva a que Portugal inicie a campanha de qualificação para o Campeonato da Europa com Carlos Queirós como Seleccionador Nacional.

 

É mais um episódio bizarro e surrealista a somar a tantos outros iguais que assolam o futebol português, e que levam a que o mesmo ande pelas ruas da amargura.

publicado por novadireita às 12:45
link do post | comentar | favorito
|

Artigo no Advocatus

Neste mesmo espaço publiquei um artigo de opinião, onde declaro o meu apoio à candidatura do Meu Colega e Amigo António Marinho e Pinto para Bastonário da Ordem dos Advogados nas eleições que se vão disputar em Novembro próximo.

 

A Comissão de Apoio à Candidatura de António Marinho e Pinto decidiu enviar esse meu artigo para o Jornal Advocatus, que o publicou na edição online de ontem.

 

Recomendo a todos aqueles que não leram o meu artigo neste espaço que o leiam no referido jornal. Sobretudo um certo imbecil, que, a coberto do anonimato, decidiu zurzir a torto e a direito na minha pessoa, criticando os meus gostos musiciais e as minhas opcções político-partidárias quando, neste mesmo espaço, comentei a candidatura de Fernando Fragoso Marques a Bastonário da Ordem dos Advogados. Candidatura que esse imbecil, pelos vistos, apoia.

 

O endereço electrónico do Advocatus é www.advocatus.pt.

publicado por novadireita às 12:39
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 30 de Julho de 2010

Sócrates Safa-se no Freeport

A edição do "Sol" de hoje trazia uma notícia, de que houve pressões do Vice-Procurador Geral da República, Mário Gomes Dias, que se encontra em situação ilegal, visto ter atingido o limite de idade para se manter no cargo, pressões essas exercidas junto dos Procuradores que dirigiam o Inquérito relativo ao licenciamento do outlet de Alcochete para que José Sócrates não fosse inquirido.

 

Segundo o "Sol", no despacho de acusação deduzido contra os arguidos Charles Smith e Manuel Pedro, há suspeitas de que terá havido um envolvimento directo de José Sócrates para o licenciamento do Freeport de Alcochete, favorecimento esse que terá passado por contrapartidas financeiras. Recorde-se que à data dos factos (lienciamento do outlet) José Sócrates era Ministro do Ambiente no Governo de António Guterres, Governo esse que se encontrava demissionário.

 

Os Procuradores que dirigiam o Inquérito relativo ao licenciamento do outlet de Alcochete pretendiam colocar 27 questões a José Sócrates, conforme se pode ler na edição do "Sol" de hoje. Todavia, foram impedidos de o fazer por ordens expressas do Vice-Procurador Geral da República, que queria o Inquérito concluído até 25 de Julho último. E as respostas de José Sócrates às questões colocadas pelos Procuradores que dirigiam o Inquérito iriam impedir que o mesmo fosse concluído antes de 25 de Julho, ou seja, do termo do prazo para o segredo de justiça terminar.

 

Parece pois que José Sócrates tem uma guarda pretoriana no sistema judicial, que tudo faz para o ilibar das trapalhadas em que o mesmo se encontra metido. Se isto tivesse acontecido no Governo de Pedro Santana Lopes, o homem certamente que já teria ardido nas fogueiras da Inquisição.

 

Isto só vem contribuir para a ideia generalizada tida pela opinião pública. De que m Portugal há uma Justiça para os ricos e poderosos e outra Justiça para os pobres. Os ricos e os poderosos safam-se sempre, por piores que sejam as suspeitas que pairam sobre eles. Os pobres, esses coitados, estão sempre condenados, desempenhando muitas vezes o papel de bodes expiatórios de um sistema podre, decadente o obsoleto.

publicado por novadireita às 19:46
link do post | comentar | favorito
|

Sentença da Casa Pia Novamente Adiada

A leitura de sentença do Processo da Casa Pia, que estava marcada para o próximo dia 5 de Agosto, foi adiada para o dia 3 de Setembro, devido à dificuldade da Juíza Presidente em conseguir escrever o acórdão, que já tem perto de 4 mil páginas.

 

O julgamento do Processo Casa Pia durou 5 anos, com Juízes e Procuradores em exclusivo para esse processo. Foi o processo mais longo de que há memória na Justiça portuguesa. E a leitura da decisão final já conheceu 2 adiamentos.

 

Não é nada bom para todos os envolvidos este adiamento: Quer para as vítimas, que têm interesse em saber se se provaram ou não os crimes imputados aos arguidos. Quer para os arguidos, que estão sob suspeita, e que querem ver a sua situação esclarecida o quanto antes.

 

É certo e sabido que da decisão que vier a ser proferida caberão os inevitáveis recursos: Sendo o przzo para se interpor recurso de 30 dias, sendo o processo composto por vários volumes, tendo sido ouvidas perto de 500 testemunhas, e, ao que parece, a sentença terá perto de 4 mil páginas, 30 dias parece-me um prazo escasso para se interpor um recurso de uma decisão altamente complexa.

 

O Processo Casa Pia é mais um dos casos bicudos da Justiça em Portugal, e que contribui para a péssima imagem da mesma.

publicado por novadireita às 19:36
link do post | comentar | favorito
|

Morreu António Feio

Faleceu na noita passada o actor António Feio, vítima de câncro do pâncreas, com apenas 55 anos de idade.

 

António Feio era um excelente actor, com um grande sentido de humor, e que tinha o condão de fazer com que nóas nos rissemos de nós próprios.

 

Mesmo sabedor do mal assassino que o minava, foi com um grande sentido de humor que António Feio enfrentou a doença que o minava. Elwe dizia que, se dependesse dele, matava o câncro com risos e a rir.

 

Com a morte de António Feio, o mundo dfa representação ficou mais pobre. Mas o humor que o caracterizava perdurará para sempre.

publicado por novadireita às 19:30
link do post | comentar | favorito
|

Inquérito do Freeport Chega ao Fim

Ao fim de longos 6 anos, chegou ao fim o Inquérito sobre o Freeport, precisamente na véspera de terminar o prazo para que o Inquérito continuasse em segredo de justiça e pudesse ser consultado por qualquer pessoa.

 

Tendo sido constituídos 7 arguidos, e havendo a forte suspeita de intervenção de José Sócrates, Ministro do Ambiente no Governo de António Guterres à data da prática dos factos, o Ministério Público decidiu deduzir acusação apenas contra 2 arguidos: Charles Smith e Manuel Pedro que, ao que parece, vão requerer a abertura de instrução.

 

O Inquérito sobre o Freeport é mais um dos eacândalos da Justiça em Portugal, cuja credibilidade há muito que se encontra pelas ruas da amargura, e que precisa de uma reforma urgente.

 

Com efeito a Justiça demorou 6 anos para investigar um caso de alegada corrupção sobre o licenciamento de um outlet, sabendo-se lá quanto mais tempo irá demorar o respectivo julgamento. No entento, essa mesma Justiça é muito rápida e célere em punir "exemplarmente" jornalistas que alegadamente violam o segredo de justiça, ou Advogados que energicamente defendem os legítimos direitos e interesses dos seus constituintes, ousando enfrentar os poderes e interesses instalados de uma cáfila de intocáveis.

 

A Justiça em Portugal é uma Justiça bipolar que precisa urgentemente de fazer uma psicanálise. Caso contrário não vai a lado nenhum.

publicado por novadireita às 12:16
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 27 de Julho de 2010

40º Aniversário da Morte de António de Oliveira Salazar

Faz hoje precisamente 40 anos que faleceu o Prof. Doutor António de Oliveira Salazar, um dos políticos mais influentes e importantes do século XX, não só em Portugal, como em todo o Mundo.

 

Oliveira Salazar deixa um grande legado não só para a História de Portugal, como também para toda a História da Humanidade, tendo a sua governação sido marcada quer por aspectos negativos, quer por aspectos positivos.

 

Não me cabe a mim, humilde Advogado que exerce a sua profissão no Concelho que o viu nascer, fazer uma avaliação da governação do Prof. Doutor Oliveira Salazar, se bem que sou um crítico da mesma. Sobretudo porque Oliveira Salazar, que teve todas as condições políticas para ter restaurado a Monarquia em Portugal. E que, ao o não ter feito, mergulhou o País numa crise sem precedentes, cuja factura ainda hoje estamos a pagar.

 

Tivese Oliveira Salazar tido a visão, a lucidez e a determinação que Franciso Franco teve em Espanha que, ao chamar a si a educação de Sua Alteza Real D. Juan Carlos de Bourbon, preparando-o para ser seu sucessor, chamando Oliveira Salazar a si a educação de Sua Alteza Real D. Duarte de Bragança, certamente que Portugal não estaria no estado miserável em que se encontra, não tendo passado por PRECS, reformas Agrárias, Nacionalizações de Descolonizações. Quiçá, certamente estariamos iguais ou até melhores que a Espanha.

 

Porém, independentemente de todas as divergências que me opõem a Oliveira Salazar, há que neste dia rendermos homenagem à sua memória. É que, pese embora todos os defeitos que tenha, Oliveira Salazar foi, até à presente data, o Estadista mais honesto que Portugal alguma vez conheceu, que não se serviu da política para enriquecer, e que nasceu, viveu e morreu pobre.

publicado por novadireita às 17:46
link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Viúva de Saramago Quer Nacionalidade Portuguesa

Pilar del Rio, a viúva desse marxista iberista que foi José Saramago, quer pedir a nacionalidade portuguesa e vir viver para Portugal, mais propriamente para Lisboa, de modo a tomar conta da Fundação do seu marido, que tem o nome do mesmo.

 

Essa castelhana, ao pedir a nacionalidade portuguesa, devia, no mínimo, ter vergonha na cara - e este é o termo mais brando que tenho para classificar tão absurda pretensão.

 

Com efeito, o seu marido foi dos maiores detractores que Portugal alguma vez conheceu, atacando fortemente a Pátria que o viu nascer, chegando ao ponto de se considerer um iberista e que Portugal se devia anexar a Espanha. Não obstante essa afronta ao Estado Português feita por um escritor pseudo-intelectual, a sua viúva tem o desplante e o despudor de vir pedir a concessão da nacionalidade portuguesa.

 

Se houvesse um mínimo de dignidade e de carácter neste País, certamente que o pedido de atribuição da nacionalidade portuguesa efectuado por Pilar del Rio seria indeferido liminarmente. Era o que eu faria, bem como proibiria que tão abominável criatura pisasse Solo Pátrio.

 

Mas como em Portugal vergonha é algo que não falta, não me espantaria nada que o Estado Português concedesse a nacionalidade portuguesa a essa cidadã castelhana, e que autorizasse que a mesma vivesse em Portugal.

 

Também não me espanta que a castelhana que quer ser portuguesa queira vir viver para Lisboa. Com efeito, é em Lisboa onde para toda a escória que tem (des) governado este País, e que manda neste País.

 

Como diz o povo, a merda quer-se toda junta. E a merda está toda em Lisboa.

publicado por novadireita às 17:32
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sábado, 24 de Julho de 2010

21Anos dde Prisão Para Homicida de Advogado

O Tribunal de Estarreja condenou a 21 anos de prisão um empresário de construção civil que assassinou a sangue frio no interior do seu escritório um Advogado no âmbito de um processo de partilhas instaurado na sequência de uma acção de divórcio.

 

Tudo aconteceu em finais de Setembro do ano passado. A ex-mulher do homicida decidiu divorciar-se deste, instaurando uma acção de divórcio sem consentimento do outro cônjuge. E para o efeito recorreu ao patrocínio forensse do Dr. João Melo Ferreira.

 

O divórcio lá foi decretado. Mas o pior foram as partilhas, onde não havia acordo entre os ex-cônjuges. E como o homicida não concordou com a proposta de partilha que lhe foi feita pela sua ex-mulher, proposta essa que lhe fora transmitida pelo Meu Ilustre Colega, o indivíduo não esteve com meias medidas. Entra pelo escritório adentro do Advogado da sua ex-mulher e, com uma grande frieza, dispara dois tiros que atingem a cabeça do Causídico.

 

O Advogado ainda foi transportado com vida para os Hospitais da Universidade de Coimbra, vindo a falecer no dia seguinte, dada a elevada extensão dos ferimentos.

 

Foi um crime macabro e horrendo que chocou o País, mas a que qualquer um de nós pode estar perfeitamente sujeito. Com efeito todos aqueles que exercem a profissão de Advogado estão sujeitos a que as partes contrárias dos processos em que intervéem entrem pelo escritório dentro e atentem contra a sua vida. Eu próprio no âmbito de um processo de divórcio sem consentimento de um dos cônjuges, em que represento a autora, e num processo de viloência doméstica, em que represento as assistentes (mãe e filha, sendo que a mãe no processo de violência doméstica é a autora na acção de divórcio sem consentimento do outro cônjuge), fui ameaçado, injuriado e difamado pelo réu e arguido nesses processos, tendo instaurado contra esse indivíduo os necessários procedimentos criminais.

 

21 anos de prisão efectiva é muito pouco para um crime dessa espécie, da qual um Ilustre Colega meu foi vítima. Sobretude se tivermos em consideração que com o novo regime de execuções das penas, esse indivíduo daqui a meia duzia de anos pode estar cá fora por bom comportamento. Mas este é o País que temos.

publicado por novadireita às 12:21
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 18 de Julho de 2010

Retrocesso Civilizacional na Argentina

O Senado da Argentina, por uma escassíssima margem, aprovou uma lei que permite que duas pessoas do mesmo sexo possam contrair casamento civil nas mesmas condições em que o podem fazer duas pessoas do sexo diferente. Para além disso, é possível um "casal" homossexual adoptar crianças, passando assim essas mesmas crianças a terem dois pais, ou duas mães.

 

Não tenho nada a ver que dois indivíduos do mesmo sexo vivam juntos e tenham relações sexuais entre si. Entendo que o Estado não tem o direito de andar a espreitar por debaixo da fechadura para ver o que é quem cada um faz no interior das suas casas. Mas já sou contra que se chame de casamento a uma união de dois homens ou de duas mulheres. Chamem a isso o que quiserem, menos de casamento, que é a união entre um homem e uma mulher. E quando à adopção de crianças por "casais" homossexuais, isso é um tamanho absurdo, que deixa marcas e traumas nas crianças.

 

A Argentina, ao permitir o casamento civil de pessoas do mesmo sexo, bem como a adopcção de crianças por "casais" homossexuais, cometeu um verdadeiro retrocesso civilizacional. Estamos a entrar num mundo de loucos.

publicado por novadireita às 20:30
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Abril 2012

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6
7

8
9
10
11
12
13
14

16
17
18
19
20
21

23
25
26
27
28

29
30


.posts recentes

. Revisão de Feriados

. Mais Atrasos nos Pagament...

. Arquivada Queixa-Crime Co...

. Doutor Manuel Monteiro

. Rei Ghob - E Agora Senhor...

. Terrorista Impune

. Congresso do PSD - Mais D...

. Combustíveis Voltam a Aum...

. 11 de Março de 1975; 37 A...

. Paragem Carnavalesca

.arquivos

. Abril 2012

. Março 2012

. Fevereiro 2012

. Janeiro 2012

. Dezembro 2011

. Novembro 2011

. Agosto 2011

. Julho 2011

. Junho 2011

. Maio 2011

. Abril 2011

. Março 2011

. Fevereiro 2011

. Janeiro 2011

. Dezembro 2010

. Novembro 2010

. Outubro 2010

. Setembro 2010

. Agosto 2010

. Julho 2010

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Janeiro 2010

. Dezembro 2009

. Novembro 2009

blogs SAPO

.subscrever feeds